myspace do MIBAorkut do MIBATwitter do MIBAyoutube do MIBAfacebook do MIBA
Rede Social

mibac.com.br

  • faça aqui sua doação de amor e abençoe nosso ministério

    Leia mais...
  •  

    Gaditas | Homens de Guerra

    www.gaditas.net

    Gaditas




  • Assista nossos Vídeos
    e Vote!

    Videos do MIBAC

  • Cultos ao Vivo




    Assista nossos Cultos ao vivo, através do seu computador, entre e confira o horário das transmissões!
http://www.mibac.com.br/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/535085Projeto_sol_nascente.jpg http://www.mibac.com.br/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/664728banners_sol_nascente2.jpg
Leviatã fecha os céus através da murmuração PDF  | Imprimir |  E-mail

Texto: Números 21: 4-9

Verdade Central:As pessoas podem atrair Leviatã, escorpiões e serpentes quando desonram a Deus e ao líder. Elas não conseguem romper nem avançar quando desonram a Deus a ao líder, pois desonra é pecado.

Introdução: Em Números 21, o povo descobriu e confessou que havia pecado contra Deus e contra o líder. Agora, como produzir se há pecado de desonra a Deus e ao líder? Eles pecaram contra Deus quando feriram a integridade do líder.

Quando o discípulo fere a integridade do líder, as portas dos céus se fecham sobre a sua vida. É por isso que há tantas pessoas maravilhosas, inteligentes, mas que estão paralisadas, estagnadas, tudo por causa do pecado da desonra. Elas estão com os céus fechados, é preciso descobrir a fórmula de abri-los, porque há uma regência que entrou em operação.

Há céus de resistências em pessoas, em famílias, em geografias pequenas, médias e grandes, em empresas, em lugares e lugares. Há céus diferentes até mesmo na liderança das células. Os líderes recebem a mesma palavra, o mesmo ensino, mas apresentam respostas diferentes.

As guerras são distintas de acordo com as geografias. Se quisermos mudar cada realidade, devemos fazer guerras específicas, descobrindo quem domina aquela região e quem amarra aquela geografia, fazendo resistência até os céus se abrirem.

Há diferença entre céus abertos e céus fechados. Você pode estar andando sobre riquezas e não usufruir delas. Quando os céus da prosperidade são fechados em cima, todo o tesouro que está em baixo fica escondido. Quando o Senhor diz que abrirá e mostrará os tesouros escondidos, é porque há muita coisa escondida.

Porém, você pode ser um indivíduo que vive em região de céus fechados, mas não sofrer com as consequências, porque chove na sua horta, ou seja, você pode ser a diferença no lugar. Você pode viver em uma região pobre, de céus fechados, mas ser próspero, pois Deus faz diferença entre aquele que O serve e aquele que não O serve (Malaquias 3:18).

Quando os céus se abrem, vêm chuvas de avivamento como sinal de prosperidade, como está descrito em Deuteronômio 18:9 “Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações.” Quando os céus de bronze são rompidos, há prosperidade, porque o Senhor faz prosperar a obra das nossas mãos.


Cuidando da linguagem

O pecado contra Deus e contra o líder fecha os céus da oportunidade e serpentes abrasadoras são enviadas. Há uma ferramenta poderosa na vida dos líderes que é a linguagem. Tiago disse que feliz o homem que sabe guardar a sua língua, colocando freios, ou seja, sabendo se expressar corretamente. Esse homem livra a alma da angústia (Tiago 3).

“O que guarda a sua boca e a sua língua guarda a sua alma das angústias. (Provérbios 21:23). Toda angústia que você passa depende da sua boca. A sua boca constrói angústias, serpentes, Leviatãs. A boca é a construção de tudo; constrói angústia ou vitórias. O que está acontecendo com muitos é que não sabem guardar a sua boca.

Ainda no livro de Provérbios, encontramos o texto que diz que uma cidade sem muros representa o homem que não domina a sua língua (Provérbios 25:28). Pessoas que não dominam o que falam, facilmente são invadidas e podem morrer.

Vivemos em uma época na qual Leviatã ganha vantagens quando nos ufanamos em falar bobagens e nos tornar inimigos de pessoas. É muita ridicularidade! Quantas pessoas que romperam relacionamentos por causa do discurso!

O nosso discurso pode esmagar Leviatã ou atraí-lo para nossa vida. O povo hebreu murmurou por causa da impaciência. Murmurou contra Deus e contra Moisés. Toda pessoa impaciente é precipitada na sua fala e toma atitudes indevidas. A impaciência faz com que profira palavras em momentos impróprios.

Podemos falar de muitas formas: escrevendo, agindo, falando... Mas há uma fala que é um outdoor na vida de todo ser humano: a atitude. A atitude é a fala consolidadora. A sua atitude fala mais alto que suas palavras.

Às vezes, eu estou ministrando em Congressos e percebo como alguns ficam de braços cruzados, revelando, através de suas atitudes, que não estão concordando e aceitando o que está sendo ministrado.

O líder é elemento de leitura. E, assim como faz leitura de ambientes e de pessoas, também sabe quando as pessoas estão ou não recebendo o que estão ouvindo, sabe quando as pessoas o estão julgando, pelas atitudes, pelas formas de expressão.

A impaciência leva a precipitação e, automaticamente, ao mundo das serpentes. Por anos, guardei um questionamento em meu coração: por que as serpentes não picaram Moisés? Por que picavam o povo, mas não Moisés? Como havia serpente para o povo e não para Moisés? É porque o povo tinha a murmuração em seus lábios, Moisés, não.

Moisés foi protegido da serpente, porque não murmurava como o povo. Aqueles que não murmuram e não são impacientes, evitam serpentes em sua vida. A murmuração e a impaciência estavam sobre o povo, mas não estavam sobre o líder.


Impaciência – uma arma destruidora

Toda mulher impaciente perde ponto com o marido. Todo marido impaciente perde ponto com a esposa. Todo casal impaciente perde ponto com os filhos. Todo filho impaciente perde ponto com os pais. Todo discipulador impaciente perde ponto com os discípulos. Todo discípulo impaciente perde ponto com o líder. Toda visão impaciente perde ponto com os seus seguidores. Todo seguidor impaciente perde ponto com a liderança que está sobre ele.

A impaciência é uma arma destruidora. Provoca uma fala insana, precipitada, obtusa, sem sabedoria; e as serpentes vêm. Deus, por causa da impaciência e da murmuração, liberou serpentes abrasadoras.

O texto de Números 21 diz que as serpentes abrasadoras eram as serpentes detentoras do pior veneno. O povo levava de 3 a 5 segundos para morrer. Não dava nem tempo para dizer ou pensar no que estava acontecendo; morriam quase imediatamente.

O próprio veneno da pessoa pode fazê-la tombar, sem que haja tempo de escape e de livramento. Por causa da impaciência do povo, eles receberam as piores serpentes. Não eram serpentes boazinhas, até porque tais serpentes não existem.

Uma pessoa impaciente, precipitada, pode causar um transtorno e até mesmo um trauma na vida de outra. Um marido, por exemplo, que diz que a esposa é fria e que não a ama mais, pode assinar o divórcio, porque matou o casamento e feriu a esposa.

Mulher esquece o que fala, mas lembra o que ouve. Facilmente as mulheres esquecem o que falaram, mas lembram sempre o que ouviram. Deus as fez assim. É por isso que os homens devem pensar muito naquilo que falam as mulheres.

Há muitos casamentos que entraram no óbito, estão em divórcios internos, porque foram destruídos pelas palavras. Só uma palavra de Yeshua para demolir a fortaleza que foi construída através de uma palavra.

Uma palavra lançada nunca mais volta, seja boa ou má, uma vez pronunciada concluiu o seu propósito. Isso ocorre tanto na forma divina como humana. Os reinos físico e espiritual são regidos por palavras.

A Palavra de Deus é viva e eficaz, cortante como espada de dois gumes. “Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.”(Hebreus 4:12).

De igual modo, em proporções diferentes, é claro, a palavra do homem pode ser cortante, penetrante. Saiba que a sua palavra pode ter muitos gumes na hora da impaciência e da murmuração. Quantos fios cortantes pode ter a sua palavra?

É preciso vigiar para que a palavra da nossa boca seja equilibrada e temperada com sal, que não seja uma palavra precipitada e impaciente, que gera traumas e feridas. A Bíblia diz que tudo passará, mas a Palavra de Deus é eterna (Isaías 40:8). A Palavra de Deus não tem precipitação, é uma palavra de vida, de mudança. Que a palavra dos nossos lábios seja assim também.


fonte mir

 


Leia mais: